Pais na escola: como comunicar mudanças na escola para a família?
Luísa França jan 12, 2017

Um dos grandes desafios de gestores e professores em escolas é manter um diálogo eficiente com os pais e os familiares, em uma relação que ainda conta com outro agente: o próprio estudante. A rotina escolar demanda uma troca de informações constante entre as partes para que questões usuais ou, ainda, conflitos e problemas sejam solucionados.

O contato entre a instituição de ensino e os contratantes, no caso, os responsáveis, deve ser fundamentado em confiança e transparência. Não é algo simples, cada um tem um papel a ser desempenhado, para fins educacionais e sociais.

A grande questão é como manter uma comunicação resolutiva em um cotidiano que exige tanto tempo das escolas e dos familiares.

Como construir uma relação interativa e prática para ambos?

Quer saber mais e descobrir dicas de como se comunicar melhor? Continue a leitura do artigo!

Papel da escola e dos familiares

Ao matricular os filhos em uma escola, os pais criam algumas expectativas em relação ao crescimento do estudante, desempenho, estrutura da escola, atividades realizadas e atuação da instituição nas mais diversas situações. Juntamente, os familiares assumem a responsabilidade de prover requisitos que a escola comunicou no início do relacionamento e dar suporte para o aluno.


Leia também: 7 critérios que os pais analisam para definir a matrícula escolar de seus filhos


A instituição, por sua vez, deve zelar pelo aprendizado e desenvolvimento dos discentes, abrangendo ainda integração com a turma, facilitar o relacionamento entre as pessoas, boa estrutura, materiais corretos, clareza dos acontecimentos e informações atualizadas sobre os alunos, e ainda tem responsabilidades legais e garantia das condições de trabalho para professores e funcionários.

Apesar de terem pouco contato pessoal, os dois lados são dependentes de informações e comunicados, e tudo isso visando a melhor experiência para o aluno.

A importância da comunicação não exclui a possibilidade de erros e lacunas durante o relacionamento. E o resultado pode ser um relacionamento conturbado, falho, distanciamento dos agentes e, em situações extremas, pode levar a evasão escolar, má recomendação da escola e baixa credibilidade.

Como construir um relacionamento com os pais

O primeiro contato dos pais com a escola é muito importante, tanto quanto qualquer outro contato feito posteriormente, as informações transmitidas norteiam os pais sobre o que esperar e cobrar da instituição. Por isso, objetividade, precisão e clareza devem ser critérios para avaliar a transmissão de dados.

A escola consegue reduzir e evitar reclamações esclarecendo quais são os valores que orientam o trabalho, permitindo identificação dos estudantes e pais. Todos os processos da escola também devem ser muito bem explicados, facilitando a rotina diária, explicações de como funcionam as avaliações, as tarefas, os horários, por exemplo.


Leia também: Como aproximar os pais da realidade escolar do aluno?


Outro fator que propicia um relacionamento cada vez mais aberto, é a participação dos familiares com sugestões, críticas e elogios, por meio de avaliações recorrentes de aspectos como ensino, docentes e divulgação de informações. O objetivo de sensos assim é exatamente qualificar o serviço oferecido pela escola e ainda, criar um canal de confiança mútua entre quem avalia e quem é avaliado.

Os canais de comunicação entram como mais um aspecto para garantir o que está sendo feito pela instituição.

Meios mais comuns de comunicação

Algo comum de se falar, é como a atuação da escola vem mudando com o tempo. As escolas têm que se manter atualizadas e procurar novas estratégias e oportunidades para os alunos, atraindo mais estudantes e pais com convicção no trabalho a ser realizado.

Os canais mais comuns de comunicação são usados há muito tempo, são eficazes, mas deixam brechas para ruídos e erros, alguns se tornaram obsoletos, inclusive. Confira os meios mais comuns:

Agenda

Os recados em agendas são conhecidos dos pais e se mostram como opção prática para professores. São práticos, uma vez que, permitem compartilhamento de informações básicas, como tarefas, e que não requerem maior contato com os pais, apesar de ser impessoal, e não indicados para assuntos delicados. Por exemplo, aviso de reuniões presenciais (de turma ou individual) não é indicado que seja por meio da agenda somente.

Avisos impressos

Informes são úteis quando há proximidade com o público a ser atingido, por exemplo: escolas menores em que os pais buscam os filhos e têm um certo contato com a estrutura física; já em escolas do Ensino Médio, poucos são os pais que conseguem buscar seus filhos.

O mais comum e indicado é que tais informes contenham avisos sobre eventos e campanhas e que tenham outro tipo de divulgação em mídias sociais e site da escola.

Bilhetes

Os bilhetes já foram muito utilizados quando havia maior dificuldade em comunicação com os pais, o meio digital e outros canais permitiram que avisos rápidos sejam entregues para os pais e tenham garantia maior de que foram lidos.

E-mails

Os e-mails são muito proveitosos para comunicados e informações que dependam de imagens ou coleta de dados online, porém nem sempre tem como assegurar o recebimento das mensagens, muitas vezes podem ocorrer problemas como encaminhamento para endereços errados, alguns e-mails podem ser direcionados para a caixa de spam, outros os pais podem não dar importância e nem chegar a abrir.

Portanto, são boas ferramentas de comunicação se houver um meio de confirmar a chegada do e-mail e os pais estiverem cientes de que haverá mensagens por lá.

Novas alternativas para integração dos pais na escola

Pensando em suprir as carências dos canais já citados, foram criadas outras plataformas mais atualizadas que inserem a escola no meio digital, visando um melhor desempenho dos alunos e, também, comodidade para os pais e os docentes.

Os principais benefícios são facilidade de acesso, em um cotidiano cada vez mais integrado a tecnologia, um ambiente em que os dois lados conseguem ceder e receber informações que querem e promoção da marca, uma vez que, há um reconhecimento do interesse da escola em se conectar com os pais e em procurar novos meios. Por fim. ainda há um fortalecimento da ligação entre os familiares e a equipe de professores e gestores.


Leia também: 6 dicas para dar feedback construtivo para pais e professores


Existem aplicativos que permitem essa integração, possibilitando consultas cotidianas como notas, frequência, tarefa e até o compartilhamento de fotos ao vivo das crianças e adolescentes, além de boletos bancários e cardápio do dia.

Cabe a cada instituição de ensino perceber suas necessidades e avaliar qual das alternativas é a mais acessível e usual para o seu cotidiano.

O importante é que os meios facilitem a interação e não a dificultem ainda mais, proporcionando uma vivência agradável para os alunos, professores, gestores e pais na escola.


Faça o download gratuito do nosso ebook: Como tornar a escola mais atrativa para a sociedade?

Pais na Escola : ebook gratuito sobre como tornar sua escola mais atrativa para a sociedade?


Gostou do conteúdo? Compartilhe-o nas suas redes sociais e ajude outros gestores e pedagogos a melhorar a comunicação escolar!

Cometários

Comentários

[87763]
[87763]
[87763]
[87763]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d