Como realizar intervenções pedagógicas para o ENEM
Luísa França set 19, 2016

Como realizar intervenções pedagógicas a partir dos conteúdos mais cobrados no ENEM

Nossa equipe pedagógica preparou esse passo-a-passo para te auxiliar na realização de intervenções pedagógicas com base em nosso material com os conteúdos e habilidades mais cobrados no ENEM.

Confira o resultado e mão na massa!

Passo 1: Separar os Conteúdos e Habilidades mais cobrados por disciplina

Com base no material, identificar quais são os conteúdos mais cobrados por disciplina e quais são as habilidades relacionadas mais cobradas.

Veja por exemplo o caso da disciplina Física:

Resultado geral:

conteudos-mais-cobrados1

Identifique os 5 conteúdos mais cobrados:

conteudos-mais-cobrados2

Identifique as habilidades mais cobradas:

conteudos-mais-cobrados3

Após essa primeira análise, repasse essas informações sobre cada disciplina para os respectivos coordenadores de área e/ou professores.

Passo 2: Elaborar atividades para avaliar o desempenho dos alunos nesses conteúdos e habilidades mais cobrados

Nessa etapa, seus professores devem preparar atividades com questões que contenham os principais conteúdos e habilidades identificados no Passo 1 de sua respectiva disciplina.

É importante ressaltar que as questões devem ser no padrão ENEM, contemplando apenas uma habilidade da Matriz de Referência, seguindo as orientações do Inep. Somente dessa forma será possível avaliar de maneira real o desempenho dos seus alunos e da sua escola.

Você pode solicitar aos seus professores que elaborem os itens seguindo as instruções do Guia de Elaboração de Itens do Inep – o tempo médio gasto para elaboração de 1 item no padrão ENEM é de 3 horas – ou pode recorrer ao AppProva, que conta com um Banco com mais de 60.000 questões, separadas por disciplina, conteúdo e habilidade.

Nossa equipe pedagógica recomenda que a atividade de cada disciplina tenha pelo menos 10 questões, contemplando cada habilidade mais cobrada pelo menos 2 vezes.

Passo 3: Aplicar a atividade

Após a elaboração das questões, existem duas formas de se aplicar a atividade aos alunos: no papel ou online.

Papel

A atividade em papel, apesar de tradicionalmente utilizada, exige muito mais tempo, uma vez que possui mais etapas em seu processo – formatação, envio para gráfica, revisão, etc. – e dinheiro, devido ao custo de impressão em si.

Online

A atividade online, cada vez mais utilizada pelas escolas em todo o país, representa economia de tempo e dinheiro. Os professores preparam e disponibilizam a atividade para os alunos que podem realizá-la em casa, no laboratório de informática ou em sala de aula, através de tablets e smartphones, dependendo da preferência do professor.

Além disso, a escolha entre a aplicação em papel ou online vai interferir diretamente no próximo passo, facilitando ou dificultando o processo.

Passo 4: Corrigir atividades e tabular os resultados

Caso a atividade tenha sido aplicada em papel, a correção dos resultados deve ser realizada manualmente. Recomenda-se que cada professor faça a correção até um prazo estipulado, variando de acordo com o número de alunos, para que o(a) Coordenador(a) tabule os resultados.

Para realizar uma boa análise, é importante que os resultados sejam separados por disciplina, série, turmas, alunos, conteúdos e habilidades.

Já a atividade online, possibilita que a correção seja realizada e os resultados sejam tabulados e separados de maneira automática. Dessa forma, esse passo pode ser pulado!

Passo 5: Analisar os resultados

Nesse momento, de posse das informações sobre o desempenho dos alunos por conteúdo, habilidade, série e turma, é momento de avaliar quais estão mais críticos junto de cada professor.

Um bom diagnóstico deve conter:

– Quais disciplinas tiveram o desempenho mais crítico

– Quais turmas tiveram o desempenho mais crítico

– Quais habilidades tiveram o desempenho mais crítico

– Quais conteúdos tiveram o desempenho mais crítico

– Quais alunos apresentaram maior dificuldade

Passo 6: Revisão dos conteúdos e habilidades mais errados

Agora que você já sabe os pontos fortes e fracos da sua escola nos conteúdos e habilidades mais cobrados no ENEM, é hora de realizar as intervenções pedagógicas focando nos pontos de melhoria.

Segue abaixo ações que podem ser tomadas para melhorar o desempenho dos alunos e da escola:

– Cada professor pode aplicar aulas de revisão focadas nos conteúdos e habilidades mais erradas em cada turma

– Promover aulas de monitoria/reforço fora do horário de aula, focadas nos conteúdos e habilidades mais errados por disciplina

– Conversa com os pais dos alunos que tiveram maior dificuldade para entender melhor o problema

– Estimular os alunos com melhor desempenho a ajudar àqueles com mais dificuldade (aprendizagem por pares)

Passo 7: Faça novamente!

O mais importante desse passo-a-passo é que ele deve ser repetido constantemente!

Para verificar a evolução dos alunos, das disciplinas e da escola como um todo, deve existir uma comparação do antes e depois das intervenções pedagógicas.

Além disso, para que a escola saiba quais são seus pontos fortes e pontos fracos e o que deve trabalhar para melhorar seu desempenho no ENEM, ela deve fazer a avaliação de forma contínua.

Recapitulando

Intervenções Pedagógicas: recapitulando

Faça o download do passo-a-passo acima clicando aqui.

Recursos necessários

Fizemos um levantamento de quanto de recursos sua escola deve disponibilizar para realizar essas intervenções e, assim, melhorar o desempenho no ENEM:

 Intervenções Pedagógicas: Comparação AppProva

Quer melhorar o desempenho da sua escola no ENEM, economizando tempo e dinheiro?

Agende uma conversa com um de nossos especialistas e saiba como se tornar um parceiro!

Cometários

Comentários

[87763]
[87763]
[87763]
[87763]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d