4 práticas gerenciais que podem ajudar a escola durante as férias

Luísa França jan 17, 2017

4 práticas gerenciais que podem ajudar a escola durante as férias

Por mudar completamente a dinâmica de funcionamento da escola, o período de férias escolares é um ótimo momento para implementar algumas mudanças, fazendo um balanço do ano anterior, revendo planejamentos e avaliando aspectos relativos à gestão. Afinal de contas, esses quesitos afetam diretamente os resultados alcançados, refletindo inclusive no desempenho dos alunos.

Por isso, hoje vamos falar sobre algumas práticas gerenciais extremamente bem-vindas para as escolas, que podem ser colocadas em prática exatamente durante o período de férias.

Definir indicadores realistas

É importante saber com quais indicadores a escola já trabalha, avaliar se ainda são os mais adequados, se condizem com a atual realidade dos alunos e se trazem respostas relevantes.

Os indicadores são ferramentas bastante eficazes de gestão para muitas organizações, apontando dados (algumas vezes expressos em porcentagens, outras em números absolutos ou até de forma qualitativa) que podem contribuir para que os gestores tomem decisões fundamentadas, devidamente respaldadas em informações realistas.

Mas atenção: estabelecer indicadores e não acompanhá-los pode ser um desperdício enorme de dados importantes! Lembre-se, afinal, de que o objetivo dos indicadores é trazer respostas para que a gestão escolar escolha os melhores caminhos.

Fixar objetivos para os indicadores

Ter metas e objetivos traçados é fundamental para que a escola consiga expandir seus horizontes, tornando-se referência, mantendo ou conquistando tradição no ensino de qualidade. O período de férias escolares é, portanto, mais que propício para rever as metas e estabelecer objetivos claros para os indicadores acompanhados ao longo do calendário escolar.

Fazer um balanço do ano anterior, revendo abandonos, número de faltas e retorno de antigos alunos pode ajudar a compreender a performance passada a fim de implementar mudanças no presente, sempre de olho no futuro. Com os indicadores definidos, deve-se dar continuidade ao acompanhamento desses índices ao longo do ano.

Por isso, é preciso elaborar estratégias claras para conseguir fazer com que os resultados superem as expectativas.


Veja também: O que um gestor escolar pode fazer durante o período de férias?


Fazer os devidos diagnósticos

Fazer um diagnóstico que traduza a realidade da escola implica em recorrer a dados e informações realistas. Como o contexto de atuação das escolas é extremamente complexo, nem sempre as metas impostas serão perfeitamente adequadas ao cenário como um todo. Por isso, é fundamental elaborar diagnósticos que esclareçam situações pontuais, ajudando a compreender os resultados obtidos pela escola ou refletidos no desempenho dos alunos. Esses diagnósticos também serão fundamentais para um bom planejamento do ano escolar.

Garantir que a gestão seja conduzida de maneira eficiente é extremamente importante para o bom funcionamento da escola. Vale lembrar que a formação dos profissionais envolvidos na gestão escolar deve ter como prioridade uma boa fundamentação pedagógica. No entanto, é extremamente benéfico para a instituição que esses profissionais recebam também a devida capacitação administrativa, afinal, técnicas de gestão certamente serão de grande valia, complementando a formação dos profissionais e permitindo que exerçam suas funções com mais embasamento.

Elaborar um bom plano de ações

Elaborar um plano de ações equivale a planejar cuidadosamente todos os projetos que a escola pretende colocar em prática durante o ano letivo. É por meio de um plano como esse que a instituição estabelece o que será realmente feito com o propósito específico de alcançar os objetivos e as metas previamente estabelecidos.

Nessa etapa, é importante refletir sobre a duração das ações ou dos projetos, quais os profissionais serão envolvidos nas tarefas, as responsabilidades de cada um e as etapas que compõem cada missão. Quanto mais detalhado for esse plano, maiores serão as chances de sucesso.

Agora que você já sabe que os resultados trazidos pela aplicação de práticas gerenciais no período de férias escolares podem beneficiar a escola durante todo o ano letivo, que tal conhecer também 3 práticas gerenciais que podem ajudar a escola após o ENEM? Acesse o link e fique por dentro!


Baixe agora o Manual do Diretor e confira 8 boas práticas para motivar sua equipe e colher bons resultados! Clique na imagem abaixo!

Formação Continuada: Boas práticas do Diretor para motivar a equipe


 

Cometários

Comentários

[87763]
[87763]
[87763]
[87763]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d